Música “in media res”

                                                       “A rose by any other name would smell as sweet.”

                                                                                                              Shakespeare

A linha melódica que Berlioz cria com os pequenos solos da harpa transporta-nos para um mundo de romantismo mágico, onde as princesas parecem acordar do mais escuro sonho para assistir à batalha vitoriosa onde os seus nobres cavaleiros combateram. Felizes com o truinfo, o baile é a recompensa bem esperada, marcado a um ritmo composto.

E que a dança comece!!

 

Um mestre dos nossos tempos

É com muito orgulho que vos trago uma pequena amostra de um dos meus professores, Romain Garioud, mestre francês do violoncelo, com “Graciela y Buenos Aires”.

Desde Bach a Granados, não há um único concerto em que o ouvinte se entregue, por um segundo que seja, ao poder do sono. Mais do que músico, este senhor é sem dúvida um artista!

Numa certa aula, apreciei as suas palavras em inglês que tão elegantemente se misturam com o francês, embora aqui as diga simplesmente em português:

” Os músicos são o centro do mundo e podem fazer o que quiserem, mas nada se torna fácil quando subimos mais alto”.

Anúncios